terça-feira, 28 de maio de 2013

Audiência pública sobre transporte coletivo urbano de Muriaé. Resumo.

       Seguem alguns comentários, feitos em tempo real no facebook, sobre a audiência pública do transporte coletivo de Muriaé, realizada no dia 27 de maio de 2013 na câmara dos vereadores.


-Estamos aqui na reunião da câmara para a audiência pública marcada para 19h. Mas até agora não começou nenhuma atividade.


-Audiência começou agora na câmara! Representantes do legislativo, executivo e de algumas empresas de ônibus estão presentes!


-A comissão responsável pelo estudo do transporte coletivo, Davi Lacerda, Jair Abreu e Manoel Carvalho, está fazendo explanações. Jair começará apresentar o estudo técnico agora...


-A empresa coletivo possui 32 ônibus e 15 linhas. 50% dos ônibus estão velhos para rodar e os outros 50% estão bons, com cerca de 5 anos de uso.


-O contrato da empresa coletivo com o município é de é de 30 anos, contando a sua legal prorrogação.


-O vereador Jair está demonstrando que várias cláusulas do contrato NÃO estão sendo cumpridas.


-Os horários e regiões atendidas pelo coletivo estão deficientes.


-Algumas propostas para o transporte coletivo: bilhete único. Idade máxima da frota. Acessibilidade. Mais ônibus. Concorrência. entre outras...


-Estão sendo apresentadas algumas demandas regionais que ainda não são atendidas pelo coletivo. São tantas que nem estou acompanhando para digitar aqui... Fiquem sabendo.


-Preço das passagens: JF 2,05; Ubá e Leopoldina 1,85; Viçosa e Itaperuna 2,00; Manhuaçu 1,65. Muriaé 2,20.


-Conclusões do estudo dos vereadores: A empresa Coletivo Muriaeense não atende o contrato assinado com a prefeitura. Exige que este seja cumprido imediatamente, caso contrário o contrato será quebrado e aberta nova licitação.


-O representante do coletivo argumenta falando de todas as classes que andam de graça nos ônibus, além do transporte dos presos que é feito.


-O dono da empresa coletivo está argumentando que a empresa não pode fazer muita coisa, pois a empresa está passando por dificuldade. Falou que o poder público não ajuda em nada também. E que vai vender a empresa coletivo para não ter dor de cabeça mais, pois está com idade avançada. Pediu desculpas e saiu.


-A população teve voz a falou sobre favorecimento por parte do governo municipal à empresa coletivo; sobre o passe estudante; sobre horários; sobre demandas; sobre maus tratos de funcionários, entre outras coisas.


-Helena Carvalho: Não devemos abrir uma guerra contra o Coletivo, mas sim debate, um debate profundo.


-A audiência sobre transporte coletivo acabou com 4h de duração.

- Ficou comprovado que a empresa Coletivo Muriaeense não cumpre o contrato assinado com o município de Muriaé, que boa parte da população não está satisfeita e que as autoridades irão tomar as providências cabíveis.

-Parabéns à câmara Municipal de Muriaé pelas audiências públicas. É uma abertura importantíssima que o legislativo está fazendo. Vamos potencializar isso e conquistar as transmissões AO VIVO das reuniões. Todos os lados só têm a ganhar.



ESPERAMOS QUE, DIANTE DESSA AUDIÊNCIA, SEJA FEITO ALGO NA PRÁTICA. 


A AUDIÊNCIA FOI BONITA.

domingo, 19 de maio de 2013

Seminário Internacional de Educação Contemporânea - Presença muriaeense.

Cristian, Larissa e Fernanda 



Aos poucos vou postando um pouco das novidades de lá...

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Casório - Grazieli e Vinnicius! Convite!

Vinicius Mendes Ventura foi presidente do COMJUV de Muriaé e atualmente atua como assistente social na cidade de Vila Velha. Irá retornar à terrinha para receber as benção de seu matrimônio. Felicidades ao casal!!!São nossos votos.